0
Relacionamento

De todos, foi você quem mais doeu

31 de março de 2019
lettering, texto, brigadeiro, frases

Não é de hoje que sou descolada nesse negócio de amor. Aprendi cedo demais que confiança deve ser conquistada e que não se deve entregar o coração em qualquer conversa de telefone. Criava unicórnios ao invés de expectativas e vivia bem assim. Uma vez ou outra eu apegava a uma cama mais gostosa, uma voz mais apaixonante, mas assim como chegavam, partiam e a vida seguia. Eu sabia ser feliz desse jeito. Bem leve, bem solta. Até que resolvi te dar ouvidos.

Você sempre esteve ali, do ladinho, na amizade, jogando charminho, falando doce e eu sempre convicta de sua “principalidade”. Você era perfeito demais. Tinha um histórico de bom moço que até galã de novela ia ter inveja, bonito, simpático, aquele genro que toda mãe pede à Deus e que até o meu pai não ia achar defeito. Ninguém achava. Era um verdadeiro príncipe.

Eu baixei a guarda, porque é isso que nós fazemos quando acreditamos que não vai doer. Baixei e deixei você se aproximar, me conquistar, me cativar, me apaixonar. Logo eu tão de pele, estava pensando com o coração. Uma boba achando que tinha tirado a sorte grande com o príncipe da área. Só que não foi bem assim, né?!

Os seus defeitos estavam nos detalhes, ou melhor, na falta deles. Na falta de importância, na falta de questão, na falta da falta. Enquanto eu era a musa inalcançável, livre, dona de mim, eu tinha sua atenção. No momento em que meus lábios pronunciaram aquelas três palavras, eu deixei de ser um prêmio, eu era passado. Já não tinha obstáculo, já não tinha conquista, você já tinha me ganhado e eu perdido.

Nessa história não é a bruxa má que tira seu coração, é o príncipe que o esmaga como se não fosse nada.

Seria cômico se não fossem as lágrimas, mas foi justamente o príncipe que partiu meu coração. Vou te falar uma coisa, quando você faz sexo casual ou troca mensagens com um desconhecido, já é de se esperar que não haja futuro, que não seja sua alma gêmea, que talvez o carinha nem valha a calcinha nova que eu comprei, mas eu sei disso! Eu concordo com os termos dessas relações expressas. Mas você… ah, você… você construiu um sonho e me convidou para entrar, eu só não sabia que, ao passar da porta, o encanto acabava e você era tão trivial quanto qualquer outro. Agora, um trivial com meu coração, o que te tornava também cruel.

Sim, eu chorei. Chorei igual no dia que o cachorro da vizinha me mordeu, igual quando eu caí de bicicleta, chorei mesmo, pra valer. Não por você, por mim. Já que tinha o coração partido, então eu ia vivenciar isso até o fim. A playlist para dor de cotovelo foi ativada, o brigadeiro com a melhor amiga já estava na panela e as noites em claro já estavam programadas. E eu chorei tudo. Deixei minha alma se lavar. Senti raiva, senti remorso, senti, por um segundo, até culpa, agora já não sinto nada, nem mesmo pena.

O problema é que coração que já amou não sabe usar o Tinder. Ele fica procurando aquela coisa que falta entre os corpos e as palavras. Nunca mais eu serei como era, isso já passou. Sou alguém que aprendeu que ninguém é perfeito; mesmo que você não conheça, os defeitos estão lá. Eu ainda não sei quem sou agora por completo. Há um processo de cura que me diz que estou em progresso para ser uma versão ainda melhor de mim e, suponho, que eu vá gostar.

You Might Also Like...

7 Comments

  • Reply
    Naiara
    1 de abril de 2019 at 09:10

    Que lindo Lu.
    Suas palavras expressão o que muitas já viveram. Adoro seus textos.
    Parabéns pelo dom de usar as palavras. Vc arrasa sempre !

    • Reply
      Lu SáFreire
      2 de abril de 2019 at 11:12

      Obrigada Nai.
      Acho que quando contamos o que vivemos, achamos outras pessoas que viveram o mesmo e não nos sentimos mais tão sozinhos!
      Bjoks

    • Reply
      Ester Leme da Silva
      28 de junho de 2019 at 00:11

      Eu não sei onde comentar, pq não aparece pra mim, então vamos de resposta.
      Que lindo texto, parece retirado de algum livro, mas não. É perfeito!!!
      Como pode uma pessoa escrever tão bem ao ponto de levar seus sentimentos aos do leitor, como se esse estivesse sentindo tudo aquilo? Esse vazio, essa tristeza, o ódio.
      Que infeliz esse que te deixou assim, tão egoísta, arrogante, ingrato.

      tecka fanfics

      • Reply
        Lu SáFreire
        1 de novembro de 2020 at 20:28

        Obrigada Ester.
        O maior elogio é vc sentir o que eu senti, pq eu escrevo mesmo com o ocração.
        Obrigada.

    • Reply
      Lu SáFreire
      1 de novembro de 2020 at 20:29

      Obrigada Nai.

  • Reply
    Rebeca
    3 de abril de 2019 at 01:30

    EITA! Quanta coisa pra sentir num texto Lu! Pareceu até roteiro sabe? Onde tem o começo da mocinha, o ponto alto, e a conclusão. Dor por dor, a gente sempre supera e aprende. Parabéns pelo seu texto – sabes que adoro textinho assim! *-* Beijooo

    • Reply
      Lu SáFreire
      4 de abril de 2019 at 14:44

      Ahhhh Rê, você sempre um amor! Obrigada pelo carinho!!

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: